Mais Médicos : MS apura denúncias sobre dose inadequada de Azitromicina prescrita pelo Dr.Juan Cazajus

O Ministério da Saúde em seu tweet diz que a notícia é falsa ,porque não há nenhum médico inscrito no programa com o nome que consta na receita

O Twitter Alagoas Real mostrou ao MS que o nome do médico estava na lista do Mais Médicos Veja no link


Ministério da Saúde, enviou tweet dizendo que a informação era FALSA

A Nota do Ministério da Saúde em 14 de outubro de 2013


#EsclareceMS | Coordenação do Mais Médicos acompanha caso de profissional alocado em Tramandaí (RS)



O Ministério da Saúde esclarece que o médico argentino Juan Pablo Cazajus está inscrito no Mais Médicos e alocado no município de Tramandaí (RS). Um médico supervisor vinculado ao programa foi encaminhado ao local para acompanhar e avaliar a atuação do profissional após comunicação ao Ministério da Saúde de prescrição de uma dose possivelmente inadequada de um antibiótico. A coordenação do Programa acompanha o caso.

Os médicos com registro no Brasil, inclusive os profissionais com registro provisório devido à participação no Mais Médicos, estão sujeitos à fiscalização estabelecida pelo Conselho Regional de Medicina em que estiver inscrito, conforme legislação aplicável.

De acordo com o Código de Ética Médica, os médicos que cometerem faltas graves e cuja continuidade do exercício profissional constitua risco de danos irreparáveis ao paciente ou à sociedade poderão ter o exercício profissional suspenso mediante procedimento administrativo específico.

Cabe ressaltar ainda que o médico Juan Pablo Cazajus atua na unidade de saúde de Tramandaí 40 horas semanal. Até então, esta unidade era atendida apenas por plantonistas diante da dificuldade de contratação por parte do município de médicos em período integral.



Poderá gostar de:

















Cuba,julho de 2002 : "Dra. Dania Márquez Cabrera disse que eu não tenho nada ,e se morrer ,me enterram"- Juan Carlos,prisioneiro e deficiente visual 

Comentários